Growth Hacking: como fazer uma empresa crescer na internet

Entenda como o growth hacking pode impactar negócios online, ajudando-os a crescer em um ambiente tão competitivo como a Internet!

O growth hacking já não é uma novidade no mercado e cada vez mais empresas buscam entender essa metodologia para aplicá-la em seus processos. Mas, e no âmbito online, quais os impactos do growth hacking?

Veja bem: o growth hacking não é uma metodologia específica para empresas online ou produtos digitais.

Ela é fortemente relacionada a esses cenários, pois, basicamente, nasceu em um ambiente de inovação — especificamente no mercado de startups.

Inclusive, já explicamos um pouco mais sobre a história do growth hacking em outro conteúdo, que tal conferir?

E apesar de, na teoria, ser um conceito originário do setor de marketing, ele pode ser aplicado em todos os setores. Afinal, trata-se do uso de expertise em processos e ferramentas de análise para encontrar “hacks” que possam levar ao crescimento.

E claro que essa aplicação, quando falamos de um negócio que pretende investir na Internet (como em um e-commerce ou em ações de marketing digital), é diferente.

Mas é aí que mora a grande dúvida: ele é capaz de fazer uma empresa crescer online?

É o que vamos te mostrar no blogpost de hoje. Curioso para aprender mais? Vamos lá!

Relembrando: o que é growth hacking?

Growth Hacking, de acordo com seu criador Sean Ellis, é “marketing orientado a crescimento“. Baseia-se na experimentação ágil de diferentes técnicas, com intuito de alavancar ideias que gerem resultados rápidos e oportunidades lucrativas para o negócio.

Um dos grandes benefícios do growth hacking é que a metodologia não possui muitas regras “operacionais”.

Pelo contrário, é o growth hacker quem encontra a fórmula perfeita para alcançar seu objetivo principal (o crescimento).

É possível fazer as empresas crescerem na Internet com growth hacking?

Sim, é perfeitamente possível fazer as empresas crescerem online com técnicas de growth hacking. Em muito, porque as bases da metodologia estão na Internet, utilizando-se de técnicas avançadas de marketing, desenvolvimento de produtos, tecnologia em vendas e análise aprofundada.

Sim, é fato: você pode aplicar o growth hacking em qualquer negócio, mas no meio digital é mais fácil realizar experimentos e testes, amenizando impactos e, principalmente, medindo a performance para encontrar a brecha perfeita para o crescimento.

Um dos principais benefícios — e a prova de sua eficiência — do growth hacking é a capacidade de encontrar essas brechas com pouco ou nenhum investimento.

No mundo digital, tudo reside muito na capacidade de investir que uma empresa possui. Quanto mais dinheiro ela despeja nas máquinas de ads, maior seu retorno.

E quando seu negócio não tem esse poder de fogo? A resposta é o growth hacking.

Isso porque, através de análise aprofundada e do uso das ferramentas certas, é possível aliar criatividade e inovação para encontrar insights super valiosos para o seu negócio.

Quais as vantagens do growth hacking na Internet

Entre as vantagens de adotar essa metodologia, podemos mencionar:

Centrado em objetivos

Foca na aplicação de táticas que contribuem para o crescimento mensurável do negócio.

Os growth hackers usam KPIs específicos para orientar a estratégia (por exemplo, mais usuários, mais receita, maior tempo de visualização, melhor retenção, etc.).

Esse foco é o que alimenta o rápido crescimento de um determinado KPI, muitas vezes sustentando o sucesso do negócio.

Multifuncional

Uma estratégia de growth hacking é 100% multifuncional, o que significa que afeta todos os aspectos do crescimento do negócio, incluindo vendas, marketing, experiência do cliente, receita e retenção — seja offline ou online.

Isso se alinha com a forma como as organizações B2B e B2C estão cada vez mais reimaginando suas abordagens de marketing e vendas (inbound e outbound), de forma que, juntas, alcançam o crescimento geral dos negócios.

Data-driven (baseado em dados)

O growth hacking requer uma abordagem baseada em dados que incorpora testes, feedback do usuário e do cliente, bem como uma equipe de especialistas em produto, marketing, vendas e análise.

Na prática, falamos de um processo orientado para resultados que fornece insights e contexto em torno do que impulsiona os melhores resultados de negócios.

Qual o principal diferencial do growth hacking para os negócios?

O growth hacking é uma metodologia repleta de diferenciais, mas existe algo que quem domina o conceito sempre implementar nos seus projetos: o funil AARRR.

É a expansão do funil comumente utilizado, que possui o estágio de Conscientização, Avaliação e Compra — topo, meio e fundo, respectivamente.

No growth hacking, o espectro é ampliado, e as estratégias são trabalhadas nas seguintes etapas:

  • Aquisição (Awareness): Como os usuários nos encontram?
  • Ativação (Activation): Os usuários têm uma boa primeira experiência?
  • Retenção (Retention): Os usuários retornam?
  • Receita (Revenue): Como fazemos dinheiro?
  • Recomendação (Referral): Os usuários contam a outros sobre nós?

É uma abordagem que permite um mergulho muito mais aprofundado no comportamento, na jornada e nas possibilidades acerca da experiência do cliente.

E claro, é um trabalho baseado em detalhes, mas quando feito com capricho, pode revelar os caminhos para o sucesso em ações mensuráveis de rápida implementação e impacto imediato!

 

Gostou do que aprendeu nesse conteúdo? Então leia a parte 2, onde explicamos mais sobre o growth hacking na prática!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *